Anuidades
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!

Fevereiro Roxo e Laranja - Combate de Lúpus, do Mal de Alzheimer, Fibromialgia e Leucemia

Fevereiro Roxo e Laranja - Combate de Lúpus, do Mal de Alzheimer, Fibromialgia e Leucemia

Fevereiro reúne duas campanhas de conscientização. O Fevereiro Roxo chama à atenção para o Lúpus, a Fibromialgia e o Alzheimer, que têm em comum o fato de serem doenças crônicas, com possibilidade de controle mas não de cura até o momento. Já  o fevereiro Laranja volta-se para a conscientização sobre a Leucemia.

Leucemia: é um tipo de câncer com início na medula óssea que pode acometer desde crianças até idosos. Apenas em 2018, a estimativa foi de 10.800 novos casos, sendo 5.940 homens e 4.860 mulheres, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA).Existem mais de 12 tipos de leucemia: os quatro primários são leucemia mieloide aguda (LMA), leucemia mieloide crônica (LMC), leucemia linfocítica aguda (LLA) e leucemia linfocítica crônica (CLL).

Fibromialgia: é uma doença reumática caracterizada por dor muscular crônica e generalizada podendo evoluir para incapacidade física. De acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia, de cada 10 pacientes com a doença, sete a nove são mulheres. A doença é caracterizada por dor muscular difusa, fadiga, rigidez muscular, dor após esforço físico e anormalidades do sono, podendo também haver sintomas de depressão, ansiedade, deficiência de memória, desatenção, dor de cabeça, tontura, vertigens, dormências, entre outros sintomas não relacionados ao aparelho locomotor. A origem dessa doença permanece obscura, e, por isso, não há exames diagnósticos e tratamento específicos.

Lúpus: é um distúrbio crônico que afeta o sistema imunológico fazendo o organismo produzir anticorpos em excesso e provocando inflamações e lesões, que podem afetar os órgãos internos ou somente a pele. O tratamento adequado com medidas gerais (educação, apoio psicológico, atividade física, dieta, fotoproteção, não uso de tabaco, controle de fatores de risco cardiovascular, assim como glicemia, hipertensão arterial, colesterol e obesidade) e a administração de medicamentos é fundamental para o controle da doença e a minimização dos sintomas.

Mal de Alzheimer: O Mal de Alzheimer ou Doença de Alzheimer é um transtorno neurodegenerativa de evolução lenta e progressiva, a doença afeta aproximadamente 10% dos indivíduos com idade superior a 65 anos e 40% dos indivíduos acima de 80 anos. Segundo o Ministério da Saúde, é a forma mais comum de demência em idosos, sendo responsável por mais da metade dos casos. 

 

 Fevereiro Roxo e o Dia Mundial das Doenças Raras

O Dia Mundial das Doenças Raras, também é celebrado em Fevereiro, no dia 28 de fevereiro (e dia 29 em anos bissextos). O intuito é conscientizar a população sobre um conjunto de milhares de enfermidades comumente negligenciadas.

As doenças raras são caracterizadas por uma ampla diversidade de sinais e sintomas e variam não só de doença para doença, mas também de pessoa para pessoa acometida pela mesma condição. O conceito de Doença Rara (DR), segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é a doença que afeta até 65 pessoas em cada 100 mil indivíduos, ou seja, 1,3 para cada 2 mil pessoas

Segundo o Ministério da Saúde, oitenta por cento (80%) delas decorrem de fatores genéticos, bem como as demais advêm de causas ambientais, infecciosas, imunológicas, entre outras.

Alguns exemplos de doenças raras infecciosas, ou seja, doenças transmitidas por microorganismos (vírus e bactérias, por exemplo) que apresentam sintomas específicos e/ou variados e com uma prevalência que pode ser diferente de acordo com a região geográfica, é Coronavírus, Hanseaníase, Ebola e Chicungunya.

É de fundamental importância o diagnóstico precoce de qualquer condição para que o tratamento adequado seja aplicado com a maior rapidez possível, evitando assim, sequelas mais graves. Na consulta de rotina o profissional optometrista tem condições de identificar situações que remetam a presença de patologias e assim encaminhar o paciente para a atenção médica especializada.



Optometria é saúde visual para todos

Deixe um comentário